Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Gaia Ciência

Gaia Ciência

O problema da preocupação excessiva

Preocupar-se pode ser útil quando estimula você a agir e resolver um problema. Mas se está preocupada com cenários mais graves, a preocupação torna-se um problema. Dúvidas e medos incessante podem ser paralisantes. Eles podem consumir a sua energia emocional, aumentar a sua ansiedade e interferir com a sua vida diária. Mas a preocupação crónica é um hábito mental que pode ser quebrado. Você pode treinar o seu cérebro para manter a calma e olhar para a vida de uma perspetiva mais positiva.

 

Preocupação

 

A preocupação constante cobra um pesado tributo. Ela mantém-a acordada à noite e faz com que fique tensa e nervosa durante o dia. Você certamente odeia sentir-se como uma pilha de nervos. Sendo assim, então porque é tão difícil parar de se preocupar?

 

Para a maioria dos preocupados crónicos, os pensamentos ansiosos são abastecidos pelas crenças - tanto negativas como positivas - que eles têm da preocupação em si.

 

Do lado negativo, você pode acreditar que a sua preocupação constante é prejudicial, que vai deixá-la louca ou afetar a sua saúde física.

 

Do lado positivo, você pode acreditar que a sua preocupação ajuda a evitar que as coisas más aconteçam, que evita problemas, prepara-a para o pior ou conduz a soluções.

 

As crenças negativas, ou preocupar-se com a preocupação em si, aumenta a sua ansiedade e assim a preocupação irá manter-se. Mas as crenças positivas sobre a preocupação, também podem ser muito prejudiciais. É difícil quebrar o hábito de preocupar-se se acredita que ela a protege. A fim de parar com a ansiedade de uma vez por todas, você deve desistir da sua crença de que a preocupação serve um propósito positivo. Só depois de perceber que a preocupação é o problema, não a solução, é que você poderá recuperar o controlo da sua mente.